Cinco dias na hora de montar uma confecção

Publicado em 12/07/2022

Ter uma confecção é uma das diversas possibilidades que você pode realizar dentro do mercado da moda! Esse tipo de empreendimento atua com a produção das roupas e envolve uma série de protocolos que são essenciais para a qualidade do produto final. Muitas pessoas consideram empreender nessa forma de negócio e, por isso, hoje no blog da Tecebem traremos dicas para iniciar sua confecção. Mas, primeiro, vamos entender um pouquinho como está o mercado atualmente.

O mercado da moda brasileiro é conhecido local e internacionalmente, lidando com muito mais do que a necessidade das pessoas de se vestirem idealmente para as suas atividades – ele também lida com os desejos, os sonhos e a satisfação dos clientes. Por isso esse setor não para de crescer!

Segundo dados da Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção), em 2020 foram investidos cerca de R$ 3,6 bilhões no setor, com produção de mais de 9 bilhões de peças e faturamento de cerca de R$ 185 bilhões. A área têxtil e de confecção conta com mais de 25,5 mil empresas formais em todo o País, resultando no maior parque produtivo do setor em todo o mundo e gerando mais de 1 milhão de empregos!

No entanto, o setor envolve muitas outras situações, complicações e aspectos que exigem atenção e vão além do ato de somente costurar. Mesmo não se tratando de um item de necessidade primária, a moda possui um alto valor de expressão e arte para muitas pessoas, complementando ou até criando sua personalidade. Pensando nisso, o mercado da moda está constantemente apresentando novas tendências para reinventar aquilo que usamos, abrindo espaço para novas marcas e confecções surgirem.

Se você tem o sonho de ter o próprio negócio, saiba que estabelecer um processo de confecção requer conhecimento, muito trabalho e propriedade no assunto, já que cada etapa é essencial para o resultado.

O controle sobre o volume de produção é fundamental para o equilíbrio financeiro da confecção, evitando peças encalhadas e pedidos não atendidos. Já o sucesso não depende apenas do talento e da criatividade do empreendedor, sendo fundamental conhecer o negócio, as tendências do setor, os processos de administração da empresa e os equipamentos disponíveis no mercado.

Inicialmente, o seu negócio poderá ser aplicado gastando pouco porque a sua pequena confecção pode ser em casa, tendo como vantagem a otimização do tempo em relação ao deslocamento que a peça final faria até a loja física, por exemplo. Outra decisão é se você vai começar sozinho ou contará com a ajuda de profissionais.

Quer saber como usar a confecção de roupas para ter uma loja de sucesso? Separamos cinco dicas para você:

1. Aproveitar o on-line

Se você pretende vender bastante, investir em uma loja virtual é um dos primeiros passos que você pode dar. Os clientes estão cada vez mais se acostumando a adquirir peças de vestuário pela internet, tornando-se um hábito comum. Isso vem acontecendo tanto por causa dos preços menores em comparação às lojas físicas como pela economia de tempo na vida do público. Com um ambiente virtual, você pode aprender mais sobre hábitos de consumo dos seus clientes através de ferramentas de Big Data, adquirindo dados importantes que podem lhe fornecer insights para criar promoções exclusivas de aniversário, por exemplo.

2. Ter uma demanda constante

Uma pesquisa da Revista Exame concluiu que empresas de moda têm mais chances de ter êxito do que empresas de outras áreas. Ainda de acordo com a pesquisa, isso acontece porque nesse mercado existem consumidores prontos para comprar em todas as camadas sociais e econômicas — você só precisa decidir para qual público você quer vender. O mercado da moda, para se destacar, ainda exibe novidades ao longo de todo o ano, algo que revigora a necessidade de compra das pessoas e beneficia a confecção.

3. Explorar nichos promissores

A confecção de roupas dispõe de muitos nichos com baixa concorrência e alta demanda por parte dos clientes. Assim, é mais viável que suas vendas aumentem quando você tem certeza de que está alimentando um negócio novo. Confira alguns desses nichos:

3.1 Moda plus size

De acordo com a Abravest (Associação Brasileira do Vestuário), o setor plus size movimenta R$ 5 bilhões por ano. Hoje em dia, ainda existem muitas reclamações sobre as pessoas não conseguirem encontrar determinadas peças do seu tamanho, principalmente calças, vestidos de festa e lingeries. Já pensou em investir nessa área?

3.2 Streetwear

O mercado do streetwear engloba adolescentes, atletas, skatistas e pessoas que apreciam um estilo mais despojado. São peças que devem expressar a personalidade desse público – basicamente um estilo de vida –, então é um mercado que está sempre se reciclando.

3.3 Moda para gestantes

Ainda existem poucas opções para as mulheres grávidas mais novas ou mais “descoladas”. Muitos designs são grandes demais ou não oferecem um caimento bonito. Dessa forma, as gestantes anseiam por peças com estilo, mas que sejam práticas e confortáveis. Uma boa opção é criar roupas que expressem a beleza da mulher grávida.

4. Utilizar a tecnologia como maior aliada

Contar com máquinas e equipamentos de ponta aumenta a capacidade produtiva, reduzindo erros e gastos com tecidos e mão de obra. Com uma infraestrutura moderna, você ganha mais tempo para cuidar da gestão da empresa ou criar novas peças. Vale lembrar também que a presença digital da sua confecção também é importante, portanto, lembre-se de manter uma frequência de bons conteúdos nas redes sociais.

5. Oferecer uma boa experiência de compra

O quinto item é praticamente uma junção das quatro dicas anteriores: a estratégia é fazer com que seu público se torne fiel à sua marca não apenas pelo preço, mas porque você oferece algo a mais, seja um material diferente, uma tecnologia mais avançada ou simplesmente um bom atendimento – já que esse é um dos principais quesitos que fazem o cliente voltar no lugar para comprar novamente.

Apostar em uma confecção de roupas traz diversas vantagens para o empreendedor! Como você viu, é uma área sólida, com muitos caminhos a serem explorados e uma paixão para os consumidores. Com nossas dicas, suas chances de crescer e se diferenciar certamente vão aumentar. Gostou do conteúdo? Compartilhe!